WK Sistemas

Este usuário ainda não compartilhou nenhuma informação biográfica


Artigos por WK Sistemas

Face_QuadradaGanho

Para 2016, ganho e produtividade!

O ano mal começou e, num piscar de olhos, o primeiro mês de 2016 já ficou para trás. As promessas para 2016 já começam a fazer efeito. Algumas já pesam na consciência de nós pobres mortais. Ah, as promessas… dedicar mais tempo à família, fazer algum exercício físico, se alimentar melhor, cuidar da saúde, estudar, ver menos TV, ler mais, aprender inglês – e a cozinhar, dançar, tocar violão. Casar. Ter filhos. Viajar. Fazer um intercâmbio. E terminar, finalmente, aquele projeto engavetado. No campo profissional, talvez, mudar de emprego, ousar e “bater asas”. Para outros, investir na carreira e vestir a camisa da empresa. Dar o melhor de si, capacitar-se. Batalhar uma promoção. E virar o jogo!

Todo início de ano traz consigo um frescor, algo como “páginas em branco” onde podemos rabiscar experiências e escrever novas e melhores histórias. Se o ano que passou não foi em sua totalidade como havíamos planejado, podemos repensá-lo e fazê-lo diferente no novo ano. E como isto é revigorante! Podemos, sim, fazer melhor! Mesmo que não façamos promessas formais, temos em nosso coração, lá no fundo, em um lugar muito particular, algo que nos diz, uma força que nos impulsiona a trilhar um Mais >

Face_Quadrada

Em tempo de crise, enquanto uns choram outros vendem lenços.

Por: Cândida Inthurn.

Trabalho em uma empresa de tecnologia. Há mais de uma década faço parte da equipe de marketing e este ano foi o ano da expressão “É a crise!”. A nossa equipe de marketing trabalha muito próxima às áreas comercial, de serviços e capacitação e muito frequentemente estamos interagindo, trocando ideias, planejando ações juntos e servindo de apoio uns aos outros. O trabalho flui muito bem, mas neste ano tivemos a tal “crise”.

Durante todo o ano de 2015, o marketing WK investiu tempo e dinheiro em mídias sociais e estratégias de inbound marketing. Estamos plantando as sementes e acreditamos que a colheita será certa. “Apesar da crise” decidimos trabalhar mais e melhor e optamos por não esperar que o solo se torne fértil através de algum milagre. E não é porque nós não acreditamos em milagres. Nós acreditamos sim! Mas acreditamos mais ainda em trabalho! Trabalho, planejamento e foco.

Alguns de nossos clientes resolveram “combater” a tal “crise” suspendendo seus contratos conosco. Pensaram: “Preciso cortar gastos!”. De fato, agora, estes não precisam mais pagar a licença de uso mensal pelo ERP e não terão mais versões atualizadas, nem suporte para melhorar a gestão de suas finanças, estoque, compras, Mais >

Divulgação

Facebook compra empresa contra quem travou briga judicial em 2009 para incrementar rede social

De rivais na Justiça a parceiros. A relação entre Facebook e WhoGlue é muito curiosa. Depois de brigarem judicialmente por conta de uma patente ligada a redes sociais, registrada em 2001 pelo WhoGlue, três anos antes de o Facebook existir, as duas empresas agora são uma só. Mark Zuckerberg comprou a companhia, que é responsável por construir mini redes sociais para organizações e instituições.

Desde o pós-julgamento, em 2010, Jason Hardebeck, CEO do WhoGlue, revela que vem mantendo conversas com representantes do Facebook. Segundo ele, foi isso que acabou levando-o a aceitar uma negociação. Os números da venda não foram revelados.

Um funcionário do Facebook confirmou ao site TechCrunch que o acordo, de fato, foi fechado, mas revelou que a equipe do WhoGlue continuará trabalhando independente dos escritórios da rede social, produzindo seus nichos para escolas, companhias e qualquer tipo de grupo que deseje ter uma espécie de rede própria. É possível criar uma rede somente para seu colégio, por exemplo, como na verdade começou o Facebook.

Além disso, a tecnologia do WhoGlue permite criar mini redes sociais dentro de uma grande rede. Por exemplo, com um aplicativo para Facebook, seria possível unir grupos de amigos e relacionar-se apenas com eles em um Mais >

doesangue

Faça uma boa ação: aplicativo no Facebook busca doadores de sangue

A última sexta-feira (25/11) foi o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue. E em busca de aumentar o número de doadores no país, o Ministério da Saúde decidiu contar com a ajuda das redes sociais. A partir desta semana, a página do Ministério no Facebook terá um aplicativo no qual o internauta poderá se cadastrar como doador de sangue, aumentando assim o número de voluntários.

Os interessados devem informar nome, idade, tipo sanguíneo e a região onde moram (cidade e estado) no grupo Doe Sangue, mas não serão obrigados a doar imediatamente. Os hemocentros do país terão acesso ao banco de dados e, quando for registrada a falta de algum tipo de sangue em determinado local do território brasileiro, entrarão em contato com os doadores.

Com o cadastro virtual, a ideia é que os usuários espalhem a novidade para amigos que vivem na mesma localidade. No site do Ministério da Saúde há mais informações sobre quem pode e quem não pode ser doador. De acordo com o Ministério, se cada brasileiro doasse duas vezes ao ano, não haveria fila de espera para as transfusões.

Atualmente, apenas 1,9% dos brasileiros doa sangue regularmente. Apesar de baixo, o percentual está dentro do parâmetro estabelecido pela Mais >

Imagem: TechTudo

Infográfico compara segurança e privacidade no Google+ e no Facebook

Quem é mais seguro: Facebook ou Google+ +? Um infográfico desenvolvido pelo site VeraCode tenta responder a essa pergunta com números e informações sobre as configurações de privacidade de cada rede social. A conclusão fica aberta para cada usuário. Entre as muitas estatísticas fornecidas pelo estudo, algumas chamam bastante a atenção.

Por exemplo, você sabia que o Facebook impede, diariamente, de 250 a 600 mil tentativas de ataques hacker? Pois é. A cada dia, mais e mais internautas tentam derrubar a página da rede social. No último dia 5 de novembro, inclusive, integrantes do grupo hackitivista Anonymous tentaram invadir a rede da companhia em mais um episódio sem sucesso.

Ao que tudo indica, parece que suas informações estão seguras no Facebook. Especialmente, desde 2009, quando uma brecha no sistema de privacidade foi descoberta e rapidamente solucionada. A falha fazia com que todas as informações, independente das opções de segurança que você escolheu, ficassem visíveis para qualquer usuário.

Na comparação entre o Facebook e Google +, os sites são bem semelhantes nos requisitos de segurança. Ambos contam com navegação em HTTPS (a do Facebook é opcional), logout remoto, os números de celulares são armazenados, há dois fatores de autenticação, emitem alertas de atividades suspeitas e oferecem Mais >